Diretrizes e Objetivos do PSF

O Ideário do Programa Saúde da Família, calcado nos princípios da Reforma Sanitarista, assume como foco a reorganização da Atenção Básica, garantindo a oferta de serviços à população brasileira e o fortalecimento dos princípios da universalidade, acessibilidade, integralidade e equidade do SUS, Sistema Único de Saúde. Além disso, privilegia outras interfaces do sistema em diversos sentidos, por sua vertente municipalista, busca estimular a organizção dos sistemas locais: pauta-se a partir da aproximação dos serviços com sua própria realidade e envolve os atores sociais destas mesmas realidades. O conceito de saúde que permeia todo o desenvolvimento do PSF, influiu de forma decisiva na mudança da organização do processo de trabalho. A equipe de saúde da família assumia, assim, o desafio da atenção continuada resolutiva e pautada pelos princípios da promoção de saúde, nos quais a ação intersetorial era considerada essencial para a melhoria dos indicadores de saúde e de qualidade de vida da população acompanhada. ao PSF foi, então, atribuída a função de desenvolver ações básicas no primeiro nível de atenção à saúde propondo-se a uma tarefa maior do que a simples extensão de cobertura e ampliação do acesso. O programa deveria promover reorganização da prática assistencial com novos critérios de abordagem, povoando reflexos em todos os níveis dos sistema. O Programa Saúde da Família tem como objetivos: conhecer a realidade das famílias cadastradas no programa, identificar problemas de saúde, elaborar um plano local com a comunidade, prestar assistência integral, desenvolver processos educativos voltados para o autocuidado do indivíduo. As diretrizes do PSF: adscrição da clientela, trabalhar com equipe multidisciplinar, fazer um planejamento e uma programação local, e seguir o princípio da integralidade e seguir a hierarquização dos níveis de saúde, baixa, média e alta complexidade.